Kim Namjoon

RETROSPECTIVA

A primeira vez que Kim Namjoon compôs um rap foi em setembro de 2007. Anteriormente ao BTS, o rapper fez parte da cena underground do hip-hop na Coreia do Sul e, antes mesmo de pensar em se chamar Rap Monster, Namjoon já teve nomes como Largo, The Nexist, Stealo e, o mais conhecido, Runch Randa. 

Em 2007, ele teve a oportunidade de colaborar com CHANGMO (grande artista) que na época se chamava LUPE e, juntos, foram membros de uma crew chamada Black Pirates. Em 2009, ele formou DaeNamHyup junto a Supreme Boi, Kyum2 e Marvel J e chamou a atenção de Sleepy (rapper e personalidade da TV) que fez a ponte entre Namjoon e a BigHit Entertainment.

No ano de 2010, ele foi finalmente para a BigHit, mas não parou de participar da cena underground. Ele fez colaborações com Zico e também com o rapper Iron, que na época era trainee da BigHit e iria fazer parte do BTS (ambos possuem uma música sobre o Bangtan Sonyeondan daquela época). 

Atualmente, Namjoon possui 173 composições registradas no Komca, entre o mais novo lançamento do BTS, Butter, incluindo outros grandes sucessos como Life Goes On, que alcançou o primeiro lugar no chart 100 Hot da Billboard. 

Entre essas músicas registradas em seu nome também existe os solos, como:

2008

  • Como Runch Randa: “Jungle” [LUPE, Suprema, 윤달 (yoondal)] “Collabo/Untitled Collab” [Tailess] “Check the Voice” [라이머, 문화의사대, Black $heep, rap k.o, 문스피어, Kwind, TL, 몽숭이, Star Yankie, 찌질보이, 대포, BLAGI] “7 Dayz” [Popinjay] “필청 최고인듯 (Fuck Cockroachez)” [Nacseo (Zico)] “Can We" “The Realest” [김거덕] “Kanji Player” [Tangent] 

  • Como Largo: “LaLaLa” [이얀 (Eiyan), 201호] 녹음물 (untitled recording) [Uglyduck] Favorite Style [Yammo] 


 

2009 

  • Como Runch Randa: “Wicked Man” “2009년 2번째 94년생 단체곡 (2009's Second 94-Liners Group Rap)” [Supreme Boi (as Suprema), 삼순, 윤달, Kyum2, LUPE, Wildbuck] “일단 들어봐 (Listen First)” "잿빛 도시(Gray City)" “The Swagger” [Supreme Boi (as Suprema), Kronic Flow, Kyum2] 

 

 

2010

  •  Como 김남준 (Kim Namjoon): SEVENTEEN Dreamin’ 

 

Como B.P.B (acrônimo antigo usado para identificar o BTS. Os membros antigos não foram creditados por essas músicas): Hook 가요 [IRON, Supreme Boi] Unknown: Where U At? We Are B.P.B [IRON, Supreme Boi] 재 (Ashes) [Lim Jeong-Hee] [IRON] Love U, Hate U [2AM] [IRON, Supreme Boi] 

2011 

  • Como Runch Randa: Rollin’ [DNH (Randa, Supreme Boi, Marvel J, Kyum2)] Como Rap Monster: The Rap Monster Glory 2012 Como Rap Monster: U Can’t Do That [DNH] Naa Illest Bitch Favorite Girl Regular Girl Vote (닥투) Let's Introduce BANGTAN ROOM A Typical Trainee’s Christmas [Jin, SUGA, Jimin, V, Jungkook] Waterfalls Suicide Trouble (fonte:https://genius.com/Rm-rm-pre-debut-song-guide-annotate) 

 

Além disso, já no ano de 2015, ele lançou sua primeira mixtape solo, RM e ele teve oportunidade de fazer músicas solos com artistas como Wale, Warren G, Gaeko, Krizz Kaliko, MFBTY, Fall Out Boy, Tiger JK e Primary.

Em outubro de 2018, Kim Namjoon lançou sua segunda mixtape intitulada como MONO, um trabalho que mostrou outro lado do rapper e considerada umas das mais consagradas. 

O Namjoon possui diversas frases inspiradoras como “Por favor use-me, por favor, use o BTS para amar a si mesmo. Porque vocês me ensinaram como me amar todos os dias” e “Lembre-se que ‘há uma galáxia dentro de você’”. Além dessas frases super inspiradoras, também é conhecido pelos seus spoilers durante lives e entrevistas, como na vez que ele mostrou em live um dos personagens do BT21 antes do lançamento.

Nos últimos anos RM tem mostrado mais e mais de sua individualidade e sua subjetividade que perpassa a sua caminhada como um jovem adulto que cresceu na indústria do kpop e que hoje faz parte do maior grupo do mundo. 

 

“Se você me perguntar se é intencional ou natural pra mim (minha cultura), não tenho certeza, Eu me tornei consciente da minha identidade como sul coreano após começar a trabalhar nos Estados Unidos. Eu curto música como hip-hop e pop, e naquele momento também amava hip-hop coreano. Diferentes DNAs estão intrinsecamente entrelaçados, mas de toda forma, a cultura em que nasci e cresci enquanto escuto música coreano parece está entranhada em mim. Essas influências primárias ainda estão comigo, e isso é natural”. ¹

 

Na caminha de se descobrir inteiro Kim Namjoon começou a compartilhar alguns de seus hobbies que fazem com que ele se sinta completo, ou em busca da completude, são eles:

 

Visitar museus: RM se descobriu um amante da arte plástica quando em meio a agenda lotada de shows, entrevistas e ensaios ele precisou de um tempo para relaxar e encontrar sua voz interior. Foi nesses espaços de arte, no exterior, que começou a relação do Namjoon com os museus, os artistas e suas obras.  Em recente entrevista a Teen Vogue ele explica que foi nesses espaços que ele encontrou um lugar para experimentar belezas, trabalhos históricos e começou a ter uma visão mais contextualizada de sua vida e sua arte.

Ler: Os livros sempre fizeram parte da vida do nosso líder e tem grande influência tanto pessoalmente quanto na sua arte, tanto que várias músicas, e eras, do BTS tem como inspiração um livro ou conto, como por exemplo o álbum Wings, que traz referências de Demian, de Hermann Hesse, e o MV de Spring Day, que traz referências ao conto The Ones Who Walk Away from Omelas, de Ursula Le Guin (sem tradução em português).  Além disso ele sempre está compartilhando suas leituras com o ARMY e incentivando esse hábito, o que criou um movimento de formação de vários clubes de leituras em seu nome com o objetivo de disseminar e levar a todos os lugares educação de qualidade e diversidade cultural.

 

Andar de bicicleta: Por uma limitação prática, que é não ter carteira de motorista, o Nam ficou conhecido como um usuário assíduo de bicicleta, o que termina combinando muito bem como sua personalidade e seu jeito de apreciar a vida nos detalhes e sem pressa. No seu aniversário no ano passado ganhou uma bicicleta do Jin e  no FESTA 2021 lançou uma música chamada Bicycle, que diz “Sinta o telhado, sinta o cheiro da verdade / Não muito distante de um milagre / Não importa a expressão que você fizer, está tudo bem agora As coisas realmente preciosas são invisíveis”. 

 

O nosso líder sempre está preocupado em ser verdadeiro com o ARMY e com ele mesmo e conhecer seus hobbies é como poder estar mais perto dele e sentir que podemos sentar num café e ler um livro após apreciar a paisagem de bicicleta pela cidade. Em 2022 o Nam completa 28 anos e em entrevista para Teen Vogue ele disse que:

 

“Para os meus 30 anos, eu quero entender uma maneira de existir metade como membro do BTS e líder RM e talvez apenas como Kim Namjoon”. ²


 

¹ “If you ask me if this is intentional or natural for me, I’m not sure,” he responds. “I became conscious of my Korean identity after we began working in the United States. I got into music through hip-hop and pop, and at that time I also loved Korean hip-hop. Different DNAs are intricately intertwined, but anyway, the cultural climate I was born into and grew up with while listening to Korean music seems to be ingrained in me. Those early influences are still with me, and that’s natural.” 


2 “For my 30s, I want to figure out the way to exist halfway for the BTS member and leader RM and maybe just Namjoon Kim himself.”

FONTES:

https://www.cafecomkimchi.com.br/post/conhe%C3%A7a-hobbies-namjoon-do-bts

https://www.teenvogue.com/story/kim-namjoon-talks-bts-art-turning-30-soul-art-basel-podcast

https://www.nytimes.com/2022/08/24/arts/design/rm-bts-band-art-korea.html

https://vogue.sg/bts-rm-vogue-singapore-cover-interview/