Buscar

A Liberdade de ser quem realmente somos: Um papo sobre, BTS, ARMY e Autoestima

Atualizado: 18 de mai.

Autoestima é o nome que se dá a maneira pela qual nos enxergamos, não se tratando apenas de aparência, mas também a maneira que nos sentimos capazes, e nosso valor pessoal. Nossas reações aos acontecimentos da vida são determinadas pela nossa auto percepção e as situações da vida são reflexo das visões mais íntimas que temos de nós mesmos. E é assim que nos entendemos e também aos outros. Ser quem realmente somos demanda vulnerabilidade e autoconhecimento, reconhecer nossos limites e não ultrapassá-los. Esse é um dos conceitos que o BTS vem falando sobre, especialmente, desde 2017, quando retratam em um de seus álbuns, conflitos da autodescoberta na juventude, compartilhando com o ARMY, sentimentos e situações que todo mundo passa ou que passará.

“Seus padrões são mais rigorosos quando são aplicados a você mesmo” Answer: Love Myself

Em uma entrevista para Weverse Magazine, quando perguntado como se sentia com o passado, Jimin, refletiu sobre sentimentos que teve de deixar para trás:

Eu senti que estava ficando vazio às vezes, no início. Eu senti como se estivesse negando meus próprios pensamentos e crenças. Mas conversei muito com meus pais e disse: Você sabia que eu estava passando por tudo isso? E eles disseram: Não sabíamos o que você estava passando, mas sabíamos que era alguma coisa. Então, finalmente, compartilhei o que estava sentindo com eles, e minha mãe e meu pai falaram comigo como se fossem meus treinadores de vida. Depois de sair de todo aquele período, mesmo quando faço coisas semelhantes, posso dizer que minha mente mudou muito. Se antes eu estava mais focado no que me rodeia, agora também posso me concentrar em mim mesmo.

São atitudes como esta, que nos fazem perceber a importância e necessidade de olharmos para nós mesmos com carinho, independente da visão e atitudes de pessoas à nossa volta.

Em 2017, o BTS iniciou uma campanha antiviolência: Love Myself, que foi fundada em parceria com a UNICEF, e a partir desse movimento o grupo exerce influência na juventude através dos seus discursos que transmitem esperança e conforto. Foi no discurso da 73ª Assembléia da ONU, que RM lembra quando começou a se preocupar com o que os outros falavam sobre ele e passou a buscar meios de se encaixar nos moldes da sociedade, e como consequência perdeu seu nome e sua voz.

Lembrando disso, eu acho que foi aí que comecei a me preocupar com o que as pessoas pensavam de mim, e comecei a me enxergar pelos olhos delas. - RM na 73ª Assembleia Geral da ONU – 2018

Sabemos que falas tão poderosas quanto essas, nos fazem repensar nosso papel e a qual maneira estamos nos enxergando e vivendo nossa vida. Ter uma autoestima saudável significa ser capaz de reconhecer seu próprio valor e se sentir merecedor das suas conquistas sem desprezar ou diminuir os outros.

No dia 14/10/21 a Unicef Brasil, lançou o TOPity, um chatbot que combina game e conversa para falar de autoestima com adolescentes e jovens de todo o Brasil, pelo WhatsApp e o Messenger. Ele faz parte de uma experiência sobre autoestima diferente de muitas coisas que já vimos. Nele, a cada nível que você avança, você aprende, se diverte e sai muito mais forte. Misturando diversão e interação, com o objetivo de conhecer mais sobre você mesmo. Ao todo, são 8 desafios para fortalecer sua autoestima:

  1. Aparência não é tudo;

  2. Desista de desistir;

  3. Tudo que você é capaz;

  4. Desafio do espelho;

  5. Redemoinho de likes;

  6. Meu corpo, minhas regras;

  7. Arte de não se comparar;

  8. Por trás das propagandas.

Vale ressaltar que o TOPity não visa substituir o acompanhamento psicoterápico, ele é uma iniciativa para tornar acessível reflexões e intervenções sobre autoestima na juventude. É programado, inclusive, para direcionar para algum serviço ou instituição qualificada para atendimentos, quando houver necessidade. Você pode acessar o chat, clicando aqui.

É através de projetos como esse, que os jovens muitas vezes encontram possibilidades para refletir e discutir sobre suas autodescobertas, vivências e principalmente saúde mental. O ARMY é influenciado positivamente através das mensagens dos discursos e músicas do BTS, assim como inúmeras vezes que os membros compartilham experiências próprias, que se assemelham às vivências de muitos de nós.

5 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Reciclagem